De quem é a responsabilidade da segurança na nuvem?⠀

Muitos ainda não compreenderam que a responsabilidade deve ser compartilhada pelo provedor de segurança na nuvem e a empresa.⠀

A Responsabilidade Compartilhada estabelece onde termina a responsabilidade do provedor (segurança da nuvem) e onde começa a responsabilidade do cliente (segurança na nuvem). Muitas empresas ainda ignoram seus deveres relacionados à segurança dos dados nesse ambiente.⠀

A segurança da cadeia de suprimentos deve ser um elemento central da estratégia de cibersegurança corporativa, e a nuvem precisa estar incluída nesse plano. A educação do usuário também tem um papel importante, mas existem várias ferramentas capazes de automatizar o monitoramento do uso da nuvem, para ajudar a educar a esses usuários conforme a utilizam. A conclusão é que o amadurecimento das estratégias de segurança corporativa é o ponto principal para acompanhar a velocidade com que as organizações estão migrando para a nuvem.

Os executivos de TI precisam compreender que o perímetro não se limita mais à sua própria rede – agora trata-se da segurança centrada em dados, independentemente de onde estejam. Os controles de segurança precisam ser configurados de forma correta e inteligente, para não impactar os níveis de produtividade e garantir que os dados armazenados na nuvem não estejam acessíveis e desprotegidos.⠀

Quer saber mais sobre esse assunto? Assista o vídeo do nosso CEO, Claudio Macedo Pinto.

Fonte: Ciso Advisor

Enviar Comentário